Veja o que a mídia nacional está falando sobre o LinkISP!
6 de agosto de 2019
InternetSul e Redetelesul: presença forte e fomento ao setor na Netcom
30 de agosto de 2019

O primeiro dia do LinkISP foi, como esperado, um sucesso! Com cerca de 1,2 mil inscritos, o evento teve movimentação intensa, tanto nas palestras, quanto nos corredores de exposição e workshops.

Dentre as autoridades, dirigentes e gestores presentes, alguns pontos são unânimes, como, por exemplo: o momento é de desafios e oportunidades para o setor de provedores.

“O mercado de Internet tem nos ISPs uma das grandes forças de seu crescimento. É preciso estar atento às oportunidades, investir na expansão da oferta de serviços, atendimento”, comentou o presidente da InternetSul, entidade realizadora do evento, Magnum Folletto.

Já Rosauro Baretta, presidente da Rede Telesul, enfatizou que o foco deve estar na qualificação dos produtos. “Aumente ticket pela qualidade, ao invés de baixar porque o concorrente vende mais barato”, destacou.

A guerra por preços também foi contestada por Basílio Peres, presidente do LACIsp. “O provedor tem de estar bem fundamentado, comercial, administrativa e financeiramente. Isto, atrelado a uma oferta completa e sólida, embasada em serviços de qualidade, e a correta monetização de um suporte especializado, amplia muito as oportunidades de crescimento”, afirmou.

O foco, segundo Eduardo Fumes Parajo, presidente da Associação Brasileira de Internet (Abranet) e conselheiro do Comitê Gestor da Internet (CGIbr), tem de ser o consumidor – SEMPRE. “O provedor tem de ir além do acesso à Internet. Serviços, produtos, atendimento, qualidade, abrangência”, comentou.

Opinião compartilhada por Tiago Melo, presidente da Apronet, segundo quem o futuro do setor de Internet está em construção desde já. “O que vemos como padrão hoje, daqui a dez anos não valerá mais. Minha filha de quatro anos, por exemplo, nunca vê TV, não sabe o que é um intervalo comercial: ela só vê online, o que quer, na hora que quer. E não tem 4 segundos de paciência para esperar um comercial do YouTube”, salientou. “O segredo para quem quer se sobressair no mercado atual de Internet é focar no comportamento do consumidor. Entenda o cliente, ouça o cliente, saiba o que ele quer”, aconselhou.

O presidente da InternetSul corroborou a importância do foco no consumidor, salientando a questão do bom atendimento em todas as fases, do pré ao pós-venda. Algo também ressaltado por Eduardo Parajo, vice-presidente da Abranet, que trouxe, ainda, a questão multitela.

“O cliente atual não fica mais só na televisão, só no celular, só no tablet. Ele está em tudo, ao mesmo tempo, o tempo todo. O adolescente está lá jogando no computador e assistindo à fase do game no YouTube, em outra tela”, exemplificou Parajo. “O provedor que só sabe vender Internet vai ter que aprender a vender outra coisa. A crise econômica atual é muito severa, mas isso é um cenário de oportunidade e também um tempo propício ao preparo: assim que o mercado melhorar um pouco, a demanda vai aumentar, e será preciso estar pronto para atender”, declarou.

O presidente da Abranet, Eduardo Neger, acrescentou que os ISPs não devem brigar por preço, pois, se assim o fizerem, correrão o risco de “quebrar” no médio prazo. “Sua margem está no SVA, com muito foco no cliente”, explicou.

Robson Lima, presidente da Abramulti, enfatizou o que chamou de “kit comodidade ou kit conforto”. Para ele, o cliente é exigente. “Ele não quer só Wifi: quer que alcance, a pleno sinal, a área gourmet dele, que fica a metros e metros de distância do modem, e cabe ao provedor explicar que precisa de um repetidor, mas colocar isso de forma que ele entenda como um benefício e receba confortavelmente, sem perder de vista a monetização. Este conforto, atenção, nenhuma operadora sabe dar, mas não é possível atender bem, de maneira diferenciada, e não cobrar por isso”, ressaltou.

Wardner Maia, Conselheiro da Abrint e diretor do LACNIC, também salientou como essencial o conhecimento a respeito dos hábitos, demandas, vontades do consumidor. “É preciso pesquisar, conhecer”, disse o gestor. “A oportunidade está, sim, nos serviços agregados, mas é preciso moldar as ofertas de acordo com o que o cliente deseja. E, é claro, definir uma maneira correta e vantajosa, para ambos os lados, de cobrar por isso”, declarou.

Já Rafael André Baldo de Lima, gerente Regional da Anatel, enfatizou os desafios que permeiam o mercado de provedores, como a questão tributária. “Este é um ponto crucial na trajetória. É preciso união do setor. Integrados, unidos, podemos nos ajudar e, inclusive, ajudar o governo a cumprir suas metas em relação à Internet”, avaliou. “A questão é se sensibilizar, se unir, trabalhar junto e avançar”, finalizou.
Para Magnum Folletto, o saldo do evento já se mostra muito bom. O presidente da InternetSul salientou a importância de contar, no LinkISP, com a participação massiva de associados, parceiros e autoridades de todo o Brasil do setor de Internet.

“Estamos muito felizes em poder receber todo este pessoal, que prestigia o maior evento do setor no Sul do Brasil”, concluiu.

O evento prossegue na sexta-feira, 09, com mais palestras, paineis e workshops, além de exposição e sorteios de muitos produtos para o segmento de Internet, Telecom e Tecnologia em geral. Não deixe de acompanhar!

X