Em reunião com SEFAZ-RS, InternetSul busca segurança jurídica para ISPs na questão tributária
16 de outubro de 2019
InternetSul marca presença e discute temas importantes no 33º Congresso da ABDTIC
29 de novembro de 2019

Por Paulo Todeschini, diretor de Marketing da InternetSul

Estive presente em um dos eventos mais tradicionais do país, evento precursor no mercado de telecomunicações brasiliero, a Futurecom. Frequento este evento desde o ano de 2002 e acompanhei de perto todas as mudanças de cenário no mercado de Telecomunicações no Brasil.

Nesta edição de 2019 fui representando uma associação, Internetsul, a qual sou membro diretor desde o ano de 2016, cumprindo agora o meu terceiro mandato consecutivo como diretor convidado.

Analisando através de uma linha do tempo é interessante perceber uma mudança muito clara no cenário de telecomunicações.

No início o foco era claramente na indústria de devices, aparelhos celulares, de telefonia fixa em geral, soluções de transmissão em rádio enlaces (corporativo) e muito pouco foco em serviços, predomínio da indústria tradicional de fornecedores de telecom, empresas como Nokia, motorola, Ericson, Siemens, Nortel, Blackberry, líderes no setor até então. Foco no consumidor e na expansão das áreas de cobertura por parte das operadoras, tantopor rádio bases como por redes terrestres.

Este cenário se manteve até a entrada de um novo player neste mercado, a Apple, com o lançamento do Iphone em 2007, novos ventos começam a soprar e sentimos que algumas mudanças estão por ocorrer. Percebe-se que o foco nos devices (aparelhos) continua, mas a grande inovação é que o mercado de serviços começa a dar sinais que veio para ficar, este sinal é materializado nos apps que podiam ser instalados livremente nos celulares. Neste instante percebi que haveria uma mudança drástica de cenário, a indústria de serviços estava apontando um novo caminho. EM 2008 é lançado o primeiro aparelho com sistema Android e começa a se escrever um novo caminho para as
telecomunicações.

A indústria tradicional não entendeu a mensagem e foi atropelada por este novo cenário. Novos players, Samsung, Apple, Google, com foco nos devices e na propagação de marketplaces para aplicativos, surgem nos Holofotes e tomam de assalto o mercado tradicional.

Neste momento há uma encruzilhada na estrada, o gigantismo das operadoras de redes de celular, com foco na comercialização de pacotes de dados para dar vazão para a conectividade exigida pelo consumo de transmissão de dados para uso de aplicativos, a indústria produtos de rede de acesso para conectar as residências e a indústria de serviços, representada pelos aplicativos.

Os novos players trabalham para consolidar sua liderança, até o presente momento, em outras frentes de trabalho, focando no mercado de start ups e literalmente desapareceram deste tipo de evento. Aparecem como convidados para palestras e não se apresentam como expositores.

Nesta edição de 2019 vemos que a indústria de fabricantes ainda se faz presente especialmente representada pelos produtores chineses focados na distribuição de produtos para redes óticas, algumas empresas tradicionais do setor como Dell, IBM, Oracle entre outros apenas para marcar presença, sem grandes expressões de inovação.

Deixo registrada a aparição de alguns robôs simulando Inteligência Artificial, e algumas empresas de Blockchain. Nota especial para o robô que simula um atendimento humanizado.

Com pele de silicone imitando a pele humana fica repetindo algumas frases programadas e que por desleixo dos donos do stand ficou com um olho travado junto ao nariz, aparentando estrabismo.

Resumo da Obra – A indústria tradicional (fabricante de peças), principalmente de matriz americana parece estar perdida e sem foco. A indústria tradicional chinesa, traz ao nosso país pessoas que não falam português com dificuldade de se comunicar até mesmo em inglês.

Nota de exceção para a Huawei que montou um grande time de atendimento, mix de Brasileiros e chineses e está conseguindo adequar seu modelo de negócios.

O evento foi muito focado na difusão da tecnologia 5G!

Minha opinião ??
Consultei a Inteligência Artificial DO ou DA robô estrábicx, me recomendou dois caminhos, cada um aponta para um lado diferente…..

X